CÓD.N07-S02-07 ONLINE

Gênero e impactos de uma pandemia antidemocrática: violências e desigualdades sociais no Brasil

Desde a adoção do estado de emergência sanitária global (Medida Provisória, Lei nº 928, de 23 de março de 2020), em resposta à pandemia da COVID-19, presencia-se a propagação de discursos de que a infecção é democrática, que atinge todos os credos, raças, classe sociais, gerações etc. Em contrapartida, questionamos se, de fato, ela tem agravado a todos indistintamente. Ou será que os efeitos desastrosos da crise de saúde pública, no futuro, aprofundarão ainda mais as desigualdades sociais e educacionais no país em congruência com uma sociedade patogenicamente desigual do ponto de vista social e econômico? O objetivo deste artigo é problematizar como a discriminação baseada no gênero, potencializada pela COVID-19, tem agravado a violência e as desigualdades sociais em relação às mulheres pobres, em particular, em vários segmentos – econômico, educacional, sexual e institucional.

Palabras clave

COVID-19 GÉNERO Gênero; COVID-19; Interseccionalidades; Violências; Brasil.

Ponencia Online

Documentación de apoyo a la presentación ONLINE de la ponencia

Documento Complementario de Apoyo
Descargar Genero-e-impactos-de-uma-pandemia-antidemocratica....docx


Firmantes

Los autores de la ponencia

profile avatar

Gilmária Salviano Ramos

Ver Perfil


Preguntas y comentarios al autor/es

Hay 0 comentarios en esta ponencia


Deja tu comentario

Lo siento, debes estar conectado para publicar un comentario.